Creation Science News


A flor mais antiga do mundo é encontrada na China
29/03/2015, 2:23 AM
Filed under: :::::: PUBLICAÇÕES: A - Z ::::::

EUANTHUS PANII (FOTO: DIVULGAÇÃO)

EUANTHUS PANII (FOTO: DIVULGAÇÃO)

[Entre colchetes comentários de Daniel F. Zordan] Um grupo de pesquisadores acharam no nordeste da China o que poderia ser a flor mais antiga do mundo, uma espécime de aproximadamente [segundo a cronologia evolucionista] 160 milhões de anos (período Jurássico).

O achado é descrito no último número da “Historical Biology“, uma publicação britânica especializada em paleontologia. A flor -denominada “Euanthus panii“-, poderia ter uma antiguidade de 162 milhões de anos.

O fóssil deste exemplar foi achado junto a outras espécimes em 1970 na cidade de Sanjiaocheng, na província oriental de Liaoning, pelo colecionador chinês de fósseis Kwang Pan.

Se confirmada, a descoberta suporia “uma nova perspectiva que não estava disponível para a evolução das flores”, assinalaram os dois autores do estudo, o professor Liu Zhongjian do Centro de Conservação Nacional de Orquídeas e seu colega Wan Xin do Instituto de Geologia e Paleontologia de Nanjing.

A busca pela flor mais antiga do mundo foi protagonista de várias controvérsias

Durante mais de um século, muitos pesquisadores afirmaram ter achado a flor mais ancestral, mas as amostras não superaram os exames posteriores e não ganharam a aceitação da comunidade botânica.

Anteriormente, a primeira flor amplamente aceita foi a “Callianthus dilae”, também achada na China e datada com aproximadamente 125 milhões de anos atrás.

No entanto, a flor Euanthus panii é diferente do resto das plantas achadas anteriormente da época jurássica, revelou a pesquisa publicada.

Os pesquisadores da jazida revelaram que o fóssil contém todas as estruturas “típicas” de uma flor e que está preservado em “perfeitas” condições.

A flor 

Ilustração artística de como deveria ser a flor Euanthus há 160 milhões de anos (Foto: SCMP Pictures)

Ilustração artística de como deveria ser a flor Euanthus há 160 milhões de anos (Foto: SCMP Pictures)

Este exemplar tem sépalas e pétalas assim como outros elementos comuns às flores modernas, “organizados de forma perfeita da mesma forma que as flores de angiospermas existentes (plantas com flores)”, agregaram.

As mesmas fontes assinalaram que o descobrimento “provocou um replanejamento da origem da história das flores”.

O descobrimento de uma flor completa como o Euanthus no período jurássico não se ajusta às teorias atuais sobre a evolução das plantas, “o que implica também que estas teorias são imperfeitas e a história das plantas angioespermas é muito mais extensa do que a um princípio tínhamos suposto”, concluíram. [Grifo Nossso] [Flor perfeita, completa e complexa já existia há 160 milhões de anos atrás? É… acho que vão ter que reescrever a “estória” da evolução das plantas novamente. Logo, logo vão chegar nos bilhões de anos e terão a certeza de que as plantas sempre foram perfeitas, completas e complexas. É provável que os milhões de anos, proposto pelos naturalista-evolucionistas, não passe de uma ficção científica.]

Galileu

Referência: 

1. Zhong-Jian Liu & Xin Wang  “A perfect flower from the Jurassic of China” (Historical Biology, Published online: 16 Mar 2015, DOI: 10.1080/08912963.2015.1020423)

Abstract

Flower, enclosed ovule and tetrasporangiate anther are three major characters distinguishing angiosperms from other seed plants. Morphologically, typical flowers are characterised by an organisation with gynoecium and androecium surrounded by corolla and calyx. Theoretically, flowers are derived from their counterparts in ancient ancestral gymnosperms. However, as for when, how and from which groups, there is no consensus among botanists yet. Although angiosperm-like pollen and angiosperms have been claimed in the Triassic and Jurassic, typical flowers with the aforesaid three key characters are still missing in the pre-Cretaceous age, making many interpretations of flower evolution tentative. Thus searching for flower in the pre-Cretaceous has been a tantalising task for palaeobotanists for a long time. Here, we report a typical flower, Euanthus paniigen. et sp. nov., from the Middle–Late Jurassic of Liaoning, China. Euanthus has sepals, petals, androecium with tetrasporangiate dithecate anthers and gynoecium with enclosed ovules, organised just like in perfect flowers of extant angiosperms. The discovery of Euanthus implies that typical angiosperm flowers have already been in place in the Jurassic, and provides a new insight unavailable otherwise for the evolution of flowers.

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: