Creation Science News


Raciocínio lógico pode afetar fé em Deus, diz pesquisa
04/05/2012, 10:08 PM
Filed under: :::::: PUBLICAÇÕES: A - Z ::::::

Exposição a imagens de ‘O Pensador’ e verbos como ‘ponderar’ faz as pessoas se declararem menos religiosas

O “ministério da cultura” adverte: contemplar a escultura “O Pensador“, do francês Auguste Rodin (1840-1917), pode fazer com que você fique menos religioso.

A frase soa como loucura, mas esse é um dos achados de um estudo que acaba de sair na revista “Science“.

Trata-se, na verdade, de um caso particular de um fenômeno mais amplo: aparentemente, levar as pessoas a pensarem de modo mais “racional”, por meio de influências sutis (como a exibição da célebre imagem do homem refletindo), reduz as tendências religiosas dos sujeitos.

A pesquisa é assinada por Ara Norenzayan e Will Gervais, da Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá), que estão entre os mais destacados estudiosos da psicologia da religião.

Eles partiram de uma hipótese apoiada por outros estudos, segundo a qual pessoas religiosas preferem usar a intuição ao processar dados, enquanto os não religiosos usam o raciocínio detalhado.

Os religiosos, por exemplo, acabam caindo com mais facilidade em “pegadinhas” lógicas, independentemente de seu QI ou nível educacional.

A dupla de pesquisadores combinou esse dado com uma técnica comum de psicologia experimental, o chamado “priming”, que envolve o uso de um estímulo prévio para “preparar” a mente do participante de forma a reagir de certa maneira.

Sabe-se que o “priming” funciona em contextos educacionais. Se alunos de uma escola da periferia leem, antes de uma prova de ciências, sobre garotos pobres que se tornaram grandes cientistas, tiram notas melhores.

No estudo canadense, dezenas de voluntários tinham de realizar tarefas, metade das quais poderia levar a um “priming” do pensamento analítico, enquanto a outra metade era neutra.

Sabe-se que até ler um texto com letras miúdas pode favorecer a ativação desse tipo de raciocínio.

Os voluntários que fizeram as tarefas “analíticas” tiveram menos propensão a se declarar religiosos depois.

Para os pesquisadores, um motivo possível para isso é que a religiosidade depende de processos mentais intuitivos, como detectar “personalidade” no mundo -mesmo em contextos inanimados, como a natureza, o que levaria à crença em deuses. O raciocínio analítico poderia bloquear isso.

Fonte: Folha

Referência:

1. Will M. Gervais, Ara Norenzayan “Analytic Thinking Promotes Religious Disbelief” (Science, 27 April 2012, Vol. 336 nº. 6080 pp. 493-496, DOI: 10.1126/science.1215647)


2 Comentários so far
Deixe um comentário

Totalmente ILÓGICA, irracional, incoerente esta pesquisa. Grandes nomes da ciência foram religiosos como: Copérnico, Newton, Faraday, Descartes, Pascal, Hoyle, Maxwell, Pasteur, Kelvin e hoje vários como Francis Collins diretor do Projeto Genoma.
Até Eisntein disse: “Deus não joga dados no universo”.

Deus usa a própria lógica e razão pra se manifestar disse: “Vinde e argui-me, diz o Senhor”.

Comentário por Cícero

Sadudações Cicero,

O problema é que eles, os céticos, acreditam, fielmente, que é possível usar a lógica 100% o tempo todo, em todas as circunstâncias. Isso já mostra que a fé deles são superiores as dos religiosos.

A razão tem suas fronteiras. Ultrapassado essa fronteira entra os sentimentos, e porque não, a Fé!

O problema está em discernir o que é RAZÃO/LÓGICA e SENTIMENTOS/FÉ. Não sabemos onde fica a fronteira que divide razão (raciocínio lógico) e os sentimentos/FÉ (Amor, generosidade, compaixão etc).

Para alguns, a LÓGICA é condenar à MORTE um assassino; para o SENTIMENTOS/FÉ ninguém tem o direito de tirar a vida do próximo.

Uma mãe pode desejar a morte do assassino de seu filho (afirmando que isso é certo, é LÓGICO/RAZÃO!); porém, se for o filho quem está sob julgamento à resposta será oposta – isso é SENTIMENTOS/FÉ.

Se um médico diz para uma mãe: “Seu filho está vivendo somente com a ajuda de aparelhos. Pela ciência, não há nada que fazer. A senhora tem duas opções: 1ª Desliga o aparelho e deixe-o descansar em paz; ou 2ª Ou espere que um milagre aconteça”.

Com certeza, haverá um conflito entre razão e fé para os céticos. No entanto, é nesses casos que os religiosos são superiores aos céticos. É totalmente possível para nós, religiosos, tomarmos uma decisão usando a RAZÃO pela FÉ.

The Peace of God

Comentário por Daniel F. Zordan - Creation Science News




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: