Creation Science News


Homem moderno ‘trocava’ genes com hominídeos no passado
11/09/2011, 9:13 PM
Filed under: :::::: PUBLICAÇÕES: A - Z ::::::

Estudo diz que humanos ‘cruzaram’ com outras espécies do gênero ‘Homo’. Trabalho foi divulgado na publicação científica ‘PNAS’.

O professor Michael Hammer. (Foto: M. F. Hammer)

Um grupo de pesquisadores da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, descobriu que os humanos “trocavam” genes com os hominídeos no passado, já que evidências científicas mostram que as espécies mantinham relações sexuais. [Isso não é nenhuma novidade para os criacionistas. Não houve evolução; não há ancestrais dos seres humanos. Nós somos o que somos desde o princípio. Homem e mulher foram criados conforme a imagem e semelhança do Deus único.]

Trabalho foi divulgado na publicação científica “Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS)”.

A ideia de que o Homo sapiens é originário da África e se espalhou pelo mundo é muito aceita entre os especialistas atualmente. Mas o que eles não conseguem explicar é se esses primeiros humanos tiveram relações com outras espécies do gênero como o Homo erectus, o Homo habilis e o Homo neanderthalensis.

Até agora, os cientistas só podiam dizer que esses cruzamentos haviam ocorrido na Europa e na Ásia, bem depois da migração inicial dos primeiros humanos africanos.

Eles investigaram o DNA de seis grupos humanos que vivem atualmente na África e os compararam com simulações em computador. A investigação foi feita especialmente em áreas do DNA sem genes — os responsáveis por coordenar a produção de proteínas no corpo.

Para saber se um pedaço do DNA era antigo ou não, os pesquisadores compararam sequências de DNA antigo com as atuais. Caso elas fossem muito diferentes, maior seria a chance dos trechos serem de origem antiga.

Já quando um pedaço incomum entre os DNAs antigo e atual era muito longo dentro de um cromossomo, os cientistas concluíam que essa alteração deveria ser recente. Segundo Michael Hammer, coordenador do estudo, essas interações entre DNAs deve ter ocorrido entre 60 mil e 20 mil anos atrás. Quando aconteciam, um cromossomo inteiro era gerado e, com o tempo, esse cromossomo seria “quebrado” em partes cada vez menores.

Com a fragmentação, os cientistas puderam estimar quando os cruzamentos aconteceram. Apesar do DNA “arcaico” representar apenas até 3% do DNA atual dos humanos, a equipe de Hammer acredita que o cruzamento entre espécies existiu corriqueiramente.

Fonte: G1

Referência:

1. M. F. Hammer, A. E. Woerner, F. L. Mendez, J. C. Watkins, J. D. Wall “Genetic evidence for archaic admixture in Africa” (Proceedings of the National Academy of Sciences, 2011; DOI: 10.1073/pnas.1109300108)


2 Comentários so far
Deixe um comentário

Como bem ja foi mostrado nesse blog: todos os supostos primos dos sapines são naverdades irmãos. A acada dia que passa a ciencia vai afirmando os relatos bíblicos.

t+

Comentário por Jonas

Para quê tanta insistência em corroborar relatos bíblicos?
Será para apenas continuar acreditando em vida após a morte?
Que mais nos interessa tanto além dessa crença?
Tanto faz se foi assim ou de outra maneira, mas que permaneçamos vivos para sempre!

Comentário por Reinaldo Faria Tavares




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: