Creation Science News


Cientistas debatem se fóssil da Ardi era de humana ou macaca
26/02/2011, 2:38 PM
Filed under: :::::: PUBLICAÇÕES: A - Z ::::::

Reconstituição de Ardi

Macaca ou humana? O fóssil da pequena Ardi, uma criatura 1,2 metro e 50 kg que viveu há 4,4 milhões de anos, despertou um furioso debate agora que um artigo na “Nature” [1] colocou mais dúvidas sobre ela ser de fato um ancestral humano.

Batizada com o nome científico Ardipithecus ramidus, sua descrição detalhada na “Science” [2] em 2009 [Vol. 326 no. 5949 pp. 64, 75-86 [3] / 68, 68e1-68e7 [4] / 69, 94-99 [5]] [video divulgado pela Science em 2009] se tornou a descoberta do ano. O fóssil foi declarado o mais espetacular achado paleontológico desde a escavação de Lucy, em 1974, com 3,2 milhões de anos.

Os paleontólogos sempre especularam sobre como seria a forma do ancestral comum, se algo intermediário entre o humano e os grandes macacos africanos. “Nós vimos o ancestral, e não é um chimpanzé”, declarou Tim White, da Universidade da Califórnia em Berkeley, que chefiou os estudos.

Ardi é o grande achado de White e colegas. Por isso, é compreensível que não gostem da ideia de que ela seja apenas uma macaca velha.

Ardipithecus ramidus é apenas 200 mil anos mais velho que o Australopithecus anamensis. Mesmo com a melhor boa vontade do mundo eu não consigo ver o Ardipithecus ramidus evoluindo para o Au. anamensis“, disse à Folha um dos autores do artigo da “Nature”, Bernard Wood, da Universidade George Washington.

O outro autor do mesmo trabalho é Terry Harrison, da Universidade Nova York. “Não há absolutamente nada de novo nesse artigo”, reagiu White, em declaração à Folha sobre o artigo de Wood e Harrison, que criticam a humanidade de Ardi.

O principal argumento da dupla é que White e colegas não teriam considerado a hipótese de “convergência evolutiva”, isto é, o mesmo traço anatômico –a forma de um osso, por exemplo– surgir em espécies que não são diretamente relacionadas.

Reconstituição de "Ardi" (esquerda) e "Lucy" (Direita)

A ancestralidade humana de Ardi já tinha sido criticada no ano passado na própria “Science” [6] por Esteban Sarmiento, primatologista da Fundação Evolução Humana, em Nova Jersey.

Para ele, o Ardipithecus é um quadrúpede palmígrado, que se apóia nas plantas das quatro patas, e não um bípede, como dito por White.

Sarmiento não gostou nem da réplica de White e colegas publicada na mesma “Science”, nem do novo artigo de Wood e Harrison.

Ilustração de "Ardi" à esquerda e fotografia de um "Bonobo" à direita (uma subespécie de chimpanzé originária do Zaire) (Ref. 7)

“Para ser capaz de decidir sobre as relações ancestral-descendente entre macacos vivos e fósseis, nós precisamos olhar para traços suficientemente complexos de modo a deixarem um registro de convergência na anatomia”, declarou Sarmiento.

Segundo ele, a dupla, com base nos mesmos traços anatômicos, aceita que o Australopithecus seja da linhagem humana, mas não o Ardipithecus.

[Obs.: Negrito e Sublinhado “Grifo Nosso”]

Fonte: Folha

Video divulgado pela Science em 2009:

Referências:

1. Bernard Wood & Terry Harrison “The evolutionary context of the first hominins” (Nature, Volume: 470, Pages: 347–352, 17 February 2011, DOI: 10.1038/nature09709)

2. “Ardipithecus ramidus” (Science, 2 October 2009)

3. Tim D. White, Berhane Asfaw, Yonas Beyene, Yohannes Haile-Selassie, C. Owen Lovejoy, Gen Suwa & Giday WoldeGabriel “Ardipithecus ramidus and the Paleobiology of Early Hominids” (Science, 2 October 2009: Vol. 326, nº 5949 pp. 64,75-86, DOI: 10.1126/science.1175802)

4. Gen Suwa, Berhane Asfaw, Reiko T. Kono, Daisuke Kubo, C. Owen Lovejoy & Tim D. White “The Ardipithecus ramidus Skull and Its Implications for Hominid Origins” (Science, 2 October 2009: Vol. 326, nº 5949 pp.68,68e1-68e7, DOI: 10.1126/science.1175825)

5. Gen Suwa, Reiko T. Kono, Scott W. Simpson, Berhane Asfaw, C. Owen Lovejoy& Tim D. White “Paleobiological Implications of the Ardipithecus ramidus Dentition” (Science, 2 October 2009: Vol. 326, nº 5949 pp. 69,94-99, DOI: 10.1123/science.1175824)

6. Esteban E. Sarmiento “Comment on the Paleobiology and Classification of Ardipithecus ramidus” (Science, 28 May 2010, Vol. 328 nº 5982 p. 1105, DOI: 10.1126/science.1184118)

7. John Feliks “Ardi: How to create a science myth” (Pleistocene Coalition News, Vol. 2, Issue: 1 January – Bebruary 2010)



Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: