Creation Science News


Seria possivel vida na Terra ter surgido de vírus ET “zumbi”?
12/11/2010, 7:36 PM
Filed under: :::::: PUBLICAÇÕES: A - Z ::::::

[Texto em verde e entre colchetes: Comentado por Daniel F. Zordan]

A vida na Terra pode ter surgido a partir do espaço. Mais especificamente de um vírus que, mesmo morto, possuía condições para conseguir o surgimento de um novo tipo de vida. As informações são do site Wired.

Cientistas especulam que a vida na terra surgiu do espaço – pensamento chamado de panspermia – desde o século XIX, quando Lord Kelvin sugeriu que micróbios poderiam ter vindo à Terra em um cometa ou meteoro. Outros já sugeriram que os organismos poderiam ter atravessado a galáxia em grãos de poeira, que viajariam entre sistemas planetários por meio da radiação das estrelas. Mas muitos astrobiólogos dizem que os micróbios morreriam nessa “viagem”, o que anularia o pensamento. [Como podemos ver, há muitas discordâncias no meio científico. Em 1860 o químico Louis Pasteur,  provou que “geração espontânea” não poderia ter ocorrido, mas sim o próprio ar estava cheio de bactérias, esporos e outras formas de reprodução da vida. Isso refutaria a teoria proposta por Charles Darwin em seu livro “A Origem das Espécies”, que promovia a noção de que formas de vida foram sempre mudando, evoluindo em novas espécies ao longo de milhões de anos. A teoria de Darwin implica que a primeira vida na Terra poderia ter surgido naturalmente a partir de matéria inanimada. Experimentos de Pasteur e da teoria de Darwin levou a conclusões opostas sobre a origem da vida na Terra. O trabalho de Pasteur afirmava e dava apoio à crença de que Deus criou a vida. Assim como a vida não poderia surgir espontaneamente da matéria inanimada, a primeira vida na Terra não poderia ter surgido sem a ajuda de um criador “Deus”.]

Mas cientistas do Instituto de Astrofísica Herzberg, no Canadá, dizem que, na verdade, isso não anula. Mesmo mortos, as informações que carregavam poderiam permitir o surgimento da vida, por meio dos restos carbonizados, ideia chamada por necropanspermia.

Os pensamentos criaram discussão entre cientistas, com defesa para ambos os lados – uma parte defende a ideia da morte anulando as possibilidades de surgimento da vida, uma parte defendendo que é, sim, possível. [ Se é possível, como provar? Mais uma vez vão se apoiar nos achismos?] Vírus e bactérias carregam um número gigante de informações em seu DNA. Essas informações, mesmo com a morte do vírus, poderiam dar sequencia à vida. [“Poderiam”? Isso significa que nunca foi observada alguma informação “morta” dando sequencia à vida. O famoso chutômetro!]

Fonte: Terra


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: