Creation Science News


ESTUDO: Vento pode ter separado Mar Vermelho para Moisés
21/09/2010, 11:50 PM
Filed under: :::::: PUBLICAÇÕES: A - Z ::::::

Modelo de computador explica como Moisés separou o Mar Vermelho

Simulação comprova teoria de que fortes ventos teriam empurrado água de volta para o rio e “aberto” o mar para os judeus

Ilustração mostra como a força dos ventos poderiam ter causado a divisão do Mar Vermelho ( Foto: Nicolle Rager Fuller )

Dar explicações físicas para um milagre. Foi isso que Carl Drews e Weiqing Han do Centro Nacional de Pesquisas Atmosféricas (NCAR), da Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, fizeram ao criar um modelo que simula por computador como o movimento do vento, descrito no Antigo Testamento, poderia ter separado as águas do Mar Vermelho. O trabalho foi publicado na revista científica PLoS ONE.

As simulações de computador mostram que um forte vento leste noturno, de mais de 100 km por hora, que durasse mais de 12 horas, poderia ter empurrado a água, para uma lagoa costeira ao longo do Mar Mediterrâneo. Assim um caminho teria se aberto, permitindo que as pessoas andassem com segurança em lodaçais no meio do Mar. Quando o vento amainou, as águas recuaram. Veja no vídeo abaixo:

Eles descobriram que um vento de 63 km/h, com duração de 12 horas, teria empurrado as águas de 6 metros de profundidade. Este fato teria exposto sapais, durante quatro horas, criando uma passagem de 3, 2 km de comprimento e 5 km de largura.

Quadro retrata o mar voltando ao normal e afogando os egípcios por um suposto comando de Moisés: milagre explicado (Foto: Getty Images )

O estudo destina-se a apresentar um cenário possível de eventos que, de acordo com a Bíblia, ocorreu há mais de 3.000 anos. Mesmo assim, peritos têm dúvidas se eles realmente ocorreram. A pesquisa foi baseada em uma reconstrução dos locais prováveis e profundidades dos canais do delta do Nilo, que mudaram consideravelmente ao longo do tempo.

“As simulações são bastante fiéis ao que é relatado no Êxodo”, disse Carl Drews do NCAR, autor do estudo. “A separação das águas pode ser compreendida através da dinâmica de fluidos. O vento move a água de uma forma que, em conformidade com as leis da física, cria uma passagem segura de água em dois lados e, em seguida, abruptamente permite que a água retorne”.

E o mar se abriu
O livro do Êxodo descreve a fuga de Moisés e dos judeus do Egito. Enquanto eles estavam ficaram encurralados entre as carruagens egípcias e um corpo de água frequentemente identificada como o Mar Vermelho, um poderoso vento oriental soprou por toda a noite. As águas se abriram, deixando um caminho para que Moisés e os israelitas conseguissem escapar. Quando o exército do Faraó tenta persegui-los pela manhã, a água retornou abruptamente e os soldados morreram afogados.

Publicado em português: iG São Paulo

Publicação original (inglês): Plos One

——————————————————————————————————–

Veja também:

Êxodo: Divisão do mar teria sido no Nilo


18 Comentários so far
Deixe um comentário

Olá,

Este estudo é de nivel desnecessário, porque é obvio que o mar se abriu, e se não foi por força de Deus através de sua cração ” vento” foi por intermédio de que entao? do idealizador deste estudo desnecessário foi?

por favor façamos estudos de coisas mais interessantes…

Comentário por Fran

olá,descobri esse site lá para as 3 ou 4 horas da manhã,esse site é muito bom mesmo,meus parabéns,na paz do senhor jesus cristo.

Comentário por tiago

Bom dia eu tenho certeza que o mar nao se abriu com um vento e que quem fez essa materia nao passa de um louco .A final o vento teria que ser muito forte para manter o mar separado e abrir um vao ,e como a força do vento seria extrema as pessoas seriam sopradas pelo mesmo ou seja morreriam ao temtar passar .

Comentário por shigueo kavaguchi

Amigo Shigueo, que falta de fé, e se o vento fosse exatamente vertical, as pessoas ficariam um pouco achatadas, chapeus voariam, mas elas passariam, né, inclusive a lama e areia no fundo do mar seria afastada tambem, ficando só rochas, o que impediria as mulheres de sujarem seus sapatos, acho esta teoria muito boa.

Ou talvez fosse mais simples Deus transportar todas as pessoas ao outro lado com a força do pensamento e matar os malvados Egipcios, mas que graça teria issso, né?

Comentário por ade155

Sr ade155 vc realmente nao sabe o que escreve com certesa numca passou por uma tormenta de ventos ou coisa parecida esse seu um pouco achatadas é um pouco inocente as pessoas nao iriam conseguir andar porque seriam jogadas para a morte certa.

Comentário por shigueo

A fé de um homem nao se constitui em ficçao louca de poucos e sim em Deus todo poderoso. O que vc sabe de fé?

Comentário por shigueo

Adriano…

Eu fiquei nos EUA por um ano…Peguei tornados. Um vento de 100 km por hora, nunca me atrapalhou a caminhar.

Ja passou pela sua cabeça que o vento pode ser de 100 km por h, no entanto eram mais de 600 mil pessoas o vento afetaria os primeiros que no caso poderia ser os gados, ovlehas e etc. Isso falando cientificamente, não teria problema algum!!!! Pelo menso é o que acontece com os atletas, eles correm um atrás do outro justamente para ir no vaco, para não pegar o vento de cara.

Alem de mais, DEUS estava no controle!!!!!

Alguem que abre o mar, pode muito bem abrir um vaco no vento!!! voce não concorda???

Vale lembar que o vento sorou anoite toda…mas a biblia não diz que no momento de passagem tambem havia vento.

namaste

Comentário por Leo

A matéria diz: “Eles descobriram que um vento de 63 km/h, com duração de 12 horas, teria empurrado as águas de 6 metros de profundidade. Este fato teria exposto sapais, durante quatro horas, criando uma passagem de 3, 2 km de comprimento e 5 km de largura.”

63km/h….3,2 km comp. e 5 km de larg.

Durante 4 horas significa que se o vento paresse de soparar, ainda assim o mar permaneceria aberto por 4 horas. O que facilitaria mias ainda a passagem.

entendeu?

Comentário por Leo

Leo, primeiro que uma passagem de 3,2 km de comprimento não seria suficiente para alcançar o outro lado do mar vermelho, que no estreito de Bab-el-Mandeb tem mais de 30 Km, e esta é a menor largura, pois este mar tem em média 300 Km, então pessoas caminhando a uns 5 Km por hora demorariam 6 horas para atravessar os 30 Km, assim não é viável a teoria do vento ter afastado o mar por uns 5 Km e parado, permitindo a travessia enquanto a água voltava.

Comentário por Adriano Vicente

shigueo,

Graça e paz irmão…

O problema dos evolucionistas é que eles não gostam de admitir que são CRENTEES FANÁTICOS PELO NATURALISMO. Sempre usam a filosofia naturalista com base de suas teorias.

É necessario muito mais fé para acreditar que o universo e a vida surgiu por acaso ou melhor acidente, do que crer em um DEUS todo-poderoso.

namaste

Comentário por Leo

Em primeiro nao sou critivista e nem evolucionista,e em segundo lugar crentes vem de crenças que acredita ,vc acredita em que em DEus todo poderoso ou em uma fé pagam que é o naturalismo ou mae natureza?

Comentário por shigueo

todos sabem que vento de 100 km por hr nimguem conseguiria andar normalmente para se atravaçar seria preciso se apoiar e se segurar em alguma coisa fixa se nao sua pequena caminhada ou longa seria enterompida.

Comentário por shigueo

Milagres, são Realizados por Deus.
Portanto não existem explicações.
Só Ele pode explicar.

Comentário por Milton Martins Montesani.

Todos os anos, furacões com ventos de mais de 150 km/h atingem a costa leste dos EUA, durante 3, 4 dias e ñ afastam nem as águas de riachos, como poderia uma ventinho de 63 km/h separar as águas de um mar de mais de 1000m. de profundidade?

Comentário por joao ribett

É verdade, não foi um vento natural; foi SOBRENATURAL!

Comentário por Cícero

Você pode analisar os calculos usados pelos físicos para tirar a prova.

The volume inflow at Bubastis is set to 150 m3/s, which is estimated from the Damietta branch hydraulics measured by Moussa and Aziz [30]. They state: “The cross section hydraulics characteristics: average velocity V = 0.2 to 0.5 m/s, average depth D = 2 to 4.5 m and top width T = 200 to 250 m.” From these values we take the depth at the center of the channel to be 3 m during low water in the spring, and assume a trapezoidal cross section spread over 3 grid cells. We use 250 m for the top width because it is close to a distance we can model with the 86 m ROMS grid.

[..]

We chose the velocity of our modeled wind to be 28 m/s (100 km/h) at 10 m above the surface for the Lake of Tanis case study. This wind speed represents a medium-strength tropical storm on the Saffir-Simpson scale. A 100 km/h wind would be memorable but would not prevent travel on foot. This value is comparable to the previous studies. The surface wind stress τ is calculated from the drag coefficient Cd, the air density ρ, and the wind velocity u at 10 m (denoted u10),

Mais detalhes: http://www.plosone.org/article/info%3Adoi%2F10.1371%2Fjournal.pone.0012481

Comentário por Daniel F. Zordan (Creation Science News)

se fosse ovento que tivesse aberto o mar vermelho, as pessoas que estavam atravessando iriam voar com a força do vento e não iriam conseguir atravessar(não tentem contrariar a palavra de deus)

Comentário por raíssa

Nunca imaginei que alguém levasse a sério essa e outras histórias bíblicas!
Estará, por acaso, abalada a sua crença em um deus, caso abandone a Bíblia?
Será tão frágil a sua fé?

Comentário por Reinaldo Faria Tavares




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: